BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

sábado, 6 de outubro de 2012

As evoluções que corpo humano pode sofrer


Cérebros menores, mais rugas e menos dentes

Já fomos muito diferentes, segundo a Teoria da Evolução das Espécies, tudo indica que temos muito o que mudar devido às mudanças no padrão de vida do homem moderno, mais urbano e sedentário. O jornal britânico The Sun ouviu especialistas para tentar simular as mudanças que o corpo humano ainda pode sofrer no processo evolutivo dos próximos mil anos.

Confira as conclusões:
- O homem de 3012 será mais alto, com média de altura a 1,80m a 2,10m, por conta das melhorias na nutrição e nos tratamentos médicos.

- Com o intestino mais curto, vamos absorver menos gordura e açúcar, uma consequência natural de nossa alimentação rica dessas substâncias e que pode ajudar no combate à obesidade.

- A fertilidade masculina continuará em queda e os homens terão testículos menores.

- Braços e dedos devem ficar mais longos para reduzir o esforço. Ao mesmo tempo, nervos das mãos e dos dedos ficarão mais extensos por causa do grande uso de aplicativos como teclados e touchscreen, que exigem maior coordenação entre os olhos e os dedos.

- O uso dos computadores pode reduzir o cérebro, já que a memória e diversas atividades que requerem raciocínio são executadas por eles. Chris Stringer, do Museu de História Natural britânico faz a previsão que contraria ficções científicas que previam grandes cérebros.

- Cary Cooper, da Universidade de Lancaster, no Reino Unido, acredita que os olhos serão maiores, e as bocas, menores, o que fará a comunicação se focar em expressões faciais.
- Os dentes devem diminuir por causa da grande oferta de comida macia.

- Ter papo pode ficar mais frequente, por causa do acúmulo de gordura em várias gerações. “Nosso corpo foi projetado para comer menos e gastar mais energia do que o estilo de vida moderno requer”, disse o consultor e cirurgião plástico Rajiv Grover.

- Por conta das maneiras artificiais de controlar a temperatura e se aquecer, o homem deve ter o nariz mais padronizado e menos pelos no corpo. O uso intenso de aparelhos eletrônicos, no entanto, pode gerar mais rugas.

fonte:extra.globo.com

4 comentários:

The Legacy disse...

Essa teoria é patética, tais alterações, mesmo que possíveis não ocorreriam em 1000 anos e nem próximo a isso, basta conhecer o básico sobre o Darwinismo, seleção natural e evolução das espécies para se dar conta que o artigo (se é que é verdadeiro) é falho em vários aspectos.

MAURONASCHER disse...

sobre o cérebro menor, acredito que já tenham vários indivíduos por ae... a começar no plenário e alguns jovens por ae!

Vinícius Mazala disse...

concordo com o The Legacy.Isso não faz muito sentido pois leva em consideração o lamarkismo, que diz que as características adiquiridas ao longo da vida definem as caracteristicas da proxima geração, sendo que a lei adotada pelos cientistas é a darwinista... creio que seja falsa a noticia :/

Mauro da Silva Pinto disse...

Ridículo! Lei do uso e desuso? Patético... Cadê o Darwin pra ficar de cara com isso?