BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Justiça nega liberdade a 'Zequinha', acusado de participação em roubo em Cocal

Na ultima quinta-feira (29/10), a Justiça cocalense negou pela segunda vez, pedido de relaxamento de prisão a José de Araújo Xavier, conhecido popularmente como 'Zequinha', de 33 anos, acusado de participação em uma ação criminosa ocorrida no dia 18 de agosto deste ano, que resultou na morte de duas pessoas em Cocal (Clique aqui e reveja). Zequinha foi preso no dia seguinte ao crime, e desde então, encontra-se recolhido a disposição da justiça na Penitenciaria Mista de Parnaíba.


A defesa do acusado entrou com um pedido de revogação da prisão preventiva de seu cliente, peticionada a aplicação de medidas alternativas à prisão, argumentando que o mesmo preenche os requisitos que o autorizam a responder o processo em liberdade, sendo primário, possuidor de bons antecedentes, com residência fixa, profissão definida e responsável pelo sustento da família. O pedido, no entanto, foi negado pelo Magistrado Dr. Carlos Augusto Arantes Júnior.

Na Foto: Dr. Carlos Augusto Arantes Júnior- Juiz Titular da Comarca de Cocal
Em sua decisão o juiz considera que: "Todas as justificativas concretas demonstradas na decisão do decreto preventivo, entendo que as medidas cautelares diversas da prisão pleiteadas pela defesa em favor do réu, são insuficientes e inadequadas para assegurar um bom andamento processual e garantir a ordem pública abalada com a conduta criminosa supostamente praticada pelo denunciado". (Clique aqui e veja a decisão do Magistrado)

Requerendo acompanhar o processo em liberdade, a defesa do réu ingressou com um novo pedido, desta vez, em segunda instancia, no Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), alegando sofrer constrangimento ilegal sanável via habeas corpus (nº 2015.0001.008566-5).

Na imagem: Des. Eulália Maria Ribeiro Gonçalves no Nascimento Pinheiro/ Foto Portal o Dia
Ao julgar o caso, em sessão na 2ª Câmara Especializada Criminal, foi negado o pedido. A decisão proferida no dia 21 de setembro de 2015, teve como relatora a Desembargadora Eulália Maria Ribeiro Gonçalves no Nascimento Pinheiro. Com essa, é a terceira vez que a Justiça nega o pedido de liberdade a Zequinha. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário