BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Projeto Corta-Fogo do Ministério Público pretende prevenir incêndios no Piauí

Desde 2016, o Ministério Público tem se preocupado com o crescimento da quantidade de focos de calor no Estado do Piauí. Em 2017, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais registrou 7.657 (sete mil seiscentos e cinquenta e sete) focos de calor no Estado do Piauí. No ano de 2018, somente no período de janeiro a agosto, foram registrados 4.107 (quatro mil cento e sete) focos de calor, um prenúncio do alastramento de fogo no Estado.

Diante desse contexto fático, o Ministério Público do Estado do Piauí sentiu a necessidade de pensar e executar uma estratégia de atuação preventiva e que entrelaçasse as instituições para o controle de queimadas e combate a incêndios florestais. Assim, foi constituído o Projeto Corta-Fogo, desenvolvido em parceria com o IBAMA, SEMAR, Batalhão De Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros Militar e Prefeituras Municipais.


Entre as etapas do projeto, está inserida uma campanha educativa, para que todos os cidadãos evitem deixar lixo em terrenos baldios, não se utilizem indiscriminadamente do fogo para o tratamento de resíduos domiciliares e não descartem materiais e substâncias inflamáveis de forma indevida. A iniciativa pretende alertar e conscientizar a população urbana e rural sobre este problema que ocorre no Estado, pretendendo atuar na prevenção e combate.


Nos meses em que são registradas as temperaturas mais elevadas no Piauí, entre setembro e dezembro, período conhecido popularmente como B-R-O-BRÓ, sempre há um crescimento significativo das ocorrências de queimadas e incêndios florestais, ocasionados pela combinação entre fatores naturais (clima seco, baixa umidade do ar e ventilação intensa) e a ação humana (uso indiscriminado do fogo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário