BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Promotor de justiça alerta que avisar sobre blitz em redes sociais e whatsapp é crime

O Promotor de Justiça Francisco Túlio Ciarlini Mendes, titular da Comarca de Cocal, lamentou na noite desta quinta-feira (17/12), o fato de algumas pessoas estarem utilizando vários meios de comunicação, como por exemplo, as redes sociais e o aplicativo whatsapp para avisar onde as blitz estão ocorrendo no município.

Na foto: Promotor Francisco Túlio/ aquivo Blog do Coveiro
De acordo com o Promotor, o ato é crime e pode dar cadeia. "É bom lembrar que, segundo o artigo 265 do Código Penal Brasileiro, após aberto inquérito a pessoa pode ser presa e condenada de 1 a 5 anos de reclusão. Essa prática só ajuda a facilitar as ações dos criminosos e condutores que estão irregulares", lamentou.

O Promotor ainda ressalta que está apurando algumas denúncias de pessoas que estão avisando sobre as blitz em grupos de whatsapp e, caso seja comprovado, esses indivíduos serão intimados e punidos. Ele reforça que quem perde com esse tipo de atitude é a própria sociedade e deu como exemplo que esse tipo de conduta de avisar ou alertar condutores de veículos, até mesmo com sinal de luz, também cabe infração de trânsito e se caso for numa BR, a pessoa também perde pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).


"Nos últimos meses durante essas blitz os policiais conseguiram apreender diversas motos com queixa de roubo e até armas. As blitz estão trazendo resultados positivos em relação à diminuição no numero de acidentes. O nosso objetivo é incentivar o povo que anda de moto a usar capacete e equipar o veiculo com retrovisores e a placa no lugar, somente isso, o mínimo do mínimo", disse o Promotor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário